top of page

FUNDAÇÃO PREVCOM ADERE AO CÓDIGO BRASILEIRO DE STEWARDSHIP

Com um patrimônio de R$ 2,8 bilhões e cerca de 47 mil participantes entre servidores da ativa, aposentados e pensionistas, a Fundação de Previdência Complementar do Estado de São Paulo (Prevcom) é a mais nova signatária do Código Brasileiro de Stewardship. A Prevcom é responsável atualmente pela gestão de planos de Previdência Complementar de servidores dos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, da capital paulista, além de 20 prefeituras.


O código é uma iniciativa da Amec e da CFA Society Brazil que tem como objetivo desenvolver e disseminar a cultura de stewardship no mercado de capitais brasileiro, promovendo o senso de propriedade nos investidores institucionais e criando padrões de engajamento responsável.

Carlos Flory, da Prevcom. Foto: Divulgação.

“Para nós da Prevcom, temos a responsabilidade de cuidar dos temas ESG, ou seja, dos aspectos ambientais, sociais e de governança de nossos investimentos. Muitas empresas ainda precisam melhorar nesses critérios. É uma pauta que está na mesa e não queremos ficar de fora. A adesão ao código tem a ver com o alinhamento de nossa gestão com esses temas”, explica Carlos Flory, Presidente da Prevcom.


Apesar da Prevcom não possuir participações diretas nas empresas, os dirigentes do fundo de pensão destacam a importância de cobrar dos gestores uma atuação alinhada com os princípios de stewardship nas organizações em que investem. “Por exemplo, nós aplicamos em alguns FIPs [Fundos de Investimentos em Participações] que compram empresas e os gestores possuem assentos nos órgãos de governança dessas organizações. Então, podemos atuar junto aos gestores para que possam cobrar das empresas uma gestão sustentável”, comenta Carlos Flory.


A Diretora de Investimentos da Prevcom, Francis Nascimento, reforça a importância de


Francis Nascimento, da Prevcom. Foto: Divulgação.

cobrar dos gestores. “A adesão ao código nos motiva a cobrar dos gestores uma atuação mais dedicada à pauta de stewardship, especialmente em relação aos fundos de participações, ações e crédito privado”, comenta. Ela destaca o fato da Prevcom ter se tornado associada da AMEC desde outubro de 2021 (veja mais) e agora, com a adesão ao código, de promover a união com outros investidores institucionais para fortalecer a atuação no mercado de capitais.


Francis Nascimento ressalta que a adesão ao código sinaliza que a Prevcom, além de buscar o retorno adequado para seus investimentos, não deixa de se preocupar com os benefícios ambientais e sociais promovidos por seus ativos. “Estamos olhando para o retorno dos investimentos, mas desde que não produzam impactos sociais e ambientais negativos para a sociedade”, indica a Diretora da Prevcom.


Carlos Flory lembra ainda que a adesão ao código gera um impacto positivo também para os participantes e stakeholders. “Eles perceberão que nós também estamos preocupados com essa temática. Queremos que os recursos sirvam para financiar projetos que respeitem aspectos ambientais, sociais e de governança. Sem dúvida, haverá uma repercussão muito boa”, complementa.

Comments


bottom of page