top of page

STUDIO AMPLIA INTEGRAÇÃO ESG COM ADESÃO AO CÓDIGO BRASILEIRO DE STEWARDSHIP

A Studio Investimentos, asset fundada em 2009, ampliou sua integração a aspectos ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês) a partir da adesão ao Código Brasileiro de Stewardship. A gestora já era associada da Amec desde 2012, e agora está ainda mais integrada com a adesão ao código.



Pedro Sauer, Sócio-Fundador da Studio Investimentos. Foto: Divulgação.

Desde sua fundação, a Studio mantém o foco na gestão de fundos de ações com análise fundamentalista, muito próxima das companhias investidas, conforme explica Pedro Sauer, Sócio-Fundador da asset. Segundo ele, a gestora não realiza uma gestão ativista, privilegiando a escolha de ações de empresas alinhadas com sua política de investimentos. “Procuramos bons negócios com administradores excepcionais e priorizamos os aspectos qualitativos de uma companhia, com boa governança corporativa”, destaca Sauer.


Para ampliar seu engajamento, em outubro de 2020 a Studio contratou a consultoria Resultante, visando promover a integração dos aspectos ESG na gestão dos fundos. “Já possuíamos uma análise aprofundada da governança das companhias, mas não tínhamos o social e o ambiental desenvolvidos, nem o acesso a um banco de dados voltado para a análise desses aspectos. Isso veio com a consultoria”, diz o sócio da asset.


A partir dessa adesão, foi criada uma política de investimentos e um manifesto ESG da Studio. “Começamos a provocar as companhias, tirando dúvidas sobre os aspectos ESG, e buscamos maior proximidade com as empresas investidas”, reitera Sauer.


Em seguida, veio a adesão ao PRI – Principles for Responsible Investment, e a criação do comitê ESG. A asset designou a profissional Joana Freire para coordenar essa integração com as companhias. “Estava faltando a adesão ao Código Brasileiro de Stewardship. Era um passo natural para completar o rol de adesões”, diz Sauer, explicando que o convite já tinha sido feito anteriormente, mas a asset não se considerava madura o suficiente no tema.


“Agora sim avaliamos que é o momento adequado, e a partir da contratação da consultoria e da integração ESG tivemos mais segurança para avançar com o Stewardship”, destaca Pedro Sauer. Ele reitera que a asset pretende continuar ativa na Amec, como já vem fazendo há alguns anos, para fortalecer o engajamento nas companhias das quais é acionista. “Essa é a postura de integração ESG da Studio”.

Comments


bottom of page